Banner juvino publicidade

Mato Grosso

Polícia 15/06/2018 13:49 Fonte: Olhar Direto

PM acidentado em perseguição volta para UTI e família denuncia falta de assistência médica

Amigos e familiares iniciaram uma campanha para arrecadar dinheiro para o tratamento do militar, saiba como ajudar!

O soldado da Polícia Militar, José de Almeida Amorim, de 23 anos, que ficou ferido após a colisão de uma viatura na parede de uma escola no Bairro Lixeira em Cuiabá (MT) em abril deste ano, teve que ser levado novamente à UTI. A família do militar disse que José apresentou piora por falta de assistência médica e medicamentos, já que não possuem condições financeiras. Amigos e familiares pedem ajuda para conseguir manter o tratamento.

O acidente ocorreu no último dia 27 de abril, quando o soldado e outro PM perseguiam ladrões. Amorim ficou gravemente ferido com a colisão e foi levado ao Pronto Socorro  Municipal (PSM) de Cuiabá. Além da lesão sofrida no cérebro, onde houve o rompimento de um nervo, agora ele apresenta um quadro de pneumonia e infecção.

Segundo a família havia falta do medicamento que ele necessita no Pronto Socorro de Cuiabá e afirmavam que lá não seria o hospital adequado para que ele recebesse tratamento, já que é especializado em casos de urgência e emergência.

Os familiares ainda afirmaram que procuraram a Defensoria Pública, para conseguir a transferência de Amorim para um hospital mais adequado, porém, foram informados que isto só poderia acontecer após uma recomendação médica por parte do PSM.

A princípio o hospital afirmou que a transferência não seria necessária e que lá ele já recebia o tratamento adequado. No entanto, no último dia 11 ele foi transferido para o Hospital Metropolitano.

Por meio de nota a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá afirmou que no Pronto Socorro o soldado recebeu todo o atendimento necessário e agora que foi transferido para o Hospital Metropolitano o Pronto Socorro tem fornecido o antibiótico necessário para seu tratamento.

A família tem passado por dificuldades financeiras, já que não possuem renda fixa, têm dedicado muito tempo ao acompanhamento de Amorim e ninguém possui a senha da conta bancária do soldado, estando então incapazes de fazer qualquer movimentação financeira.

Amigos e familiares então começaram a pedir ajuda. As doações podem ser feitas pela conta do Banco do Brasil, no nome de Júlio Cezar Lino Guimarães, AG: 2970-X, C.C.: 125468-5.

O caso

Segundo informações do boletim de ocorrências, por volta das 20h20 uma equipe da PM foi acionada para atender uma ocorrência de que havia um roubo em andamento em uma residência no Bosque da Saúde. Ao chegar ao local os policiais conversaram com testemunhas, que disseram ter visto dois homens saindo com mochilas nas costas em um carro branco.

Os policiais então começaram as buscas, mas na região do Bairro Lixeira vieram a se acidentar. No boletim o militar relata que ao passar por um quebra-molas tentaram desviar de um motociclista e vieram a se chocar contra a parede de uma escola. Amorim ficou inconsciente e o outro policial disse ter sentido dores no pescoço.

Leia a nota da diretoria do Pronto Socorro:

Em relação ao caso do soldado da PM, José de Almeida Amorim, a diretoria do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá informa que ele foi transferido para a UTI do hospital Metropolitano no dia 11/06. A diretoria ressalta que, durante o período em que ele esteve sob os cuidados do  PS, ele recebeu todo o tratamento necessário para seu restabelecimento, incluindo os medicamentos que precisou durante sua estadia no hospital. Inclusive o PS de Cuiabá está fornecendo o antibiótico Linezolida para o hospital Metropolitano dar continuidade ao tratamento do PM, uma vez que este medicamento não é padronizado lá.


Veja também sobre Polícia Cuiaba Mato Grosso
Cargando...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9842-96737

atendimento@planetafolha.com.br

2016 - 2018: Planeta Folha é uma publicação de Planeta Folha - ME. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização por escrita da direção, mesmo citando a fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato! ou fale diretamente com nossa redação - (Fale conosco pelo WhatsApp)
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo